O acordo, que amplia um assinado em abril passado, reduzirá o sal das batatas fritas, pão francês, bolos prontos, misturas para bolos, maionese e biscoitos (doces ou salgados), entre outros alimentos.
O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, assinalou que a meta do governo é reduzir 1,6 mil toneladas de sódio nos alimentos da lista que serão produzidos até 2016.
A iniciativa partiu de um estudo que indicou que metade da população brasileira está acima do peso e 15% sofre de obesidade.
O presidente da Associação Brasileira da Indústria Alimentícia (Abia), Edmundo Klotz, afirmou que o desafio é reduzir o consumo per capita diário de sal da população.
Os brasileiros consomem em média 12 gramas de sal por dia, mais que o dobro dos 5 gramas recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). EFE
Copyright (c) Agencia EFE, S.A. 2010, todos os direitos reservados